8 de out de 2018

DEMOCRACIA e CIDADANIA para quem, AFINAL?

Desenho de uma pessoa tendo seus olhos, boca e ouvidos tapados por mãos.

Foi difícil acordar hoje, depois de ontem acompanhando passo a passo as apurações das votações e a cada minuto eu e o Hélio ficávamos atentos.
Momento de preocupação e ansiedade a cada minuto e uma certeza que ainda há muito a se fazer neste segundo turmo.
Eu enquanto mulher com deficiência e vitima de tentativa de feminicidio ao acompanhar todas as propostas do candidato oponente fico preocupada pois as Politicas Públicas para as Mulheres em seu plano de governo é inexistente, sem falar em sua proposta de reformular o Estatuto do Desarmamento e armar a população, sendo o Brasil o país que ocupa o 5º lugar no Racing da violência contra as mulheres. Armar quem afinal se não os homens, estes mesmos que tiram a vida de mulheres diariamente por atitudes MACHISTAS.
Preciso me preocupar quando um deputado diz que uma das suas propostas é retirar das escolas a Ideologia de Gênero impondo a Escola Sem Partido, ou seja, estamos falando que não poderemos ensinar para as crianças a compreender a expressão de suas identidades, propor conceitos e teorias sobre sua existência e construir um mundo para todos e todas com respeito. Esta proposta me preocupa e muito pois temos um filho homem e sempre dizemos que ele vais ser o que ele quiser e não o que queremos que ele seja, ensinaremos ele a conviver com a diversidade de pessoas com respeito.
Não posso esquecer que o mesmo votou contra a questão de ideologia de gênero na Lei Brasileira de Inclusão no inciso VI do § 4 do art. 18, que diz:

§ 4 As ações e os serviços de saúde pública destinados à pessoa com deficiência devem assegurar: VI - respeito à especificidade e à identidade de gênero e orientação sexual da pessoa com deficiência;

Gente isto é grave se não somos nós mulheres e homens que sofremos diariamente com o Capacitismo que esta relacionado a gênero, deficiência e raça. é preciso garantir os direitos sexuais e reprodutivos das mulheres e homens, e vetar este direito é abrir espaço para dar continuidade o preconceito e discriminações voltados as pessoas com deficiência.
Não esquecer de dizer que não fazemos parte do plano de governo e se quer somos citados. ATENÇÃO, você que vai ao segundo turno.

A semana que se passou foi bem difícil para mim, pois ver mulheres próximas a mim dizer que iriam votar nele, confesso me deixou triste quando eu tenho conhecimento sobre seu plano de governo em relação á nós mulheres, a ideia lógica é que tudo vai mudar se ele for presidente, mas digo enquanto militante pelos direitos de todas as mulheres, iremos retroceder mais uma vez na garantia de nossos direitos conquistados pelo movimento de mulheres, sim são estas mulheres que hoje nos garantiram o direito ao voto, direito a ter liberdade de expressão e mesmo assim ainda não atingimos a tão sonhada igualdade de gênero.
Votar em alguém que diz, que nós mulheres devemos ganhar menos que os homens e por ai vai pois não preciso me prolongar, estamos assumindo a ignorância politica- que homens e mulheres pois a política não faz parte de nosso existência enquanto pessoas politizadas.
A tão sonhada DEMOCRACIA conquistada a duras penas matando mulheres e homens na ditadura vem nos assombrando com este plano de governo e a população apoio isto, se em pleno seculo XXI tivermos mais uma vez a ditadura instaurada em nosso pais, saibam eu aqui não poderei mais me manisfestar e se o fizer poderei ser MORTA por expressar a minha opinião.
Para finalizar digo para você MULHER que ler este artigo, pare e pense, e melhor ainda leia e entenda o plano de governo deste  candidato e caso queira conversar comigo sobre isto estarei aqui.

Deixo aqui suas propostas de GOVERNO e reflitam sobre ela.

EDUCAÇÃO E SAÚDE
  • Não admitir ideologia de gênero nas escolas. “Nós precisamos de um presidente que trate com consideração criança em sala de aula, não admitindo ideologia de gênero, impondo a Escola Sem Partido". Defende educação "sem doutrinação e sexualização precoce".
  • Incluir no currículo escolar as disciplinas educação moral e cívica (EMC) e a organização social e política brasileira (OSPB), que eram ensinadas durante a ditadura militar.
  • Propor a diminuição do percentual de vagas para cotas raciais. Defende cota social.
  • Ampliar o número de escolas militares, fechando parcerias com as redes municipal e estadual. Em dois anos, ter um colégio militar em cada capital. Fazer o maior colégio militar do país em São Paulo, no Campo de Marte.
  • Defende a adoção da educação à distância no Ensino Fundamental, Médio e universitário, com aulas presenciais em provas ou aulas práticas, o que “ajuda a combater o marxismo".
  • Criar um Prontuário Eletrônico Nacional Interligado. Os postos, ambulatórios e hospitais devem ser informatizados com todos os dados do atendimento.
  • Não admitir ideologia de gênero nas escolas. “Nós precisamos de um presidente que trate com consideração criança em sala de aula, não admitindo ideologia de gênero, impondo a Escola Sem Partido". Defende educação "sem doutrinação e sexualização precoce".
  • Incluir no currículo escolar as disciplinas educação moral e cívica (EMC) e a organização social e política brasileira (OSPB), que eram ensinadas durante a ditadura militar.
  • Propor a diminuição do percentual de vagas para cotas raciais. Defende cota social.
  • Ampliar o número de escolas militares, fechando parcerias com as redes municipal e estadual. Em dois anos, ter um colégio militar em cada capital. Fazer o maior colégio militar do país em São Paulo, no Campo de Marte.
  • Defende a adoção da educação à distância no Ensino Fundamental, Médio e universitário, com aulas presenciais em provas ou aulas práticas, o que “ajuda a combater o marxismo".
  • Criar um Prontuário Eletrônico Nacional Interligado. Os postos, ambulatórios e hospitais devem ser informatizados com todos os dados do atendimento.
     SEGURANÇA

  • Redirecionar a política de direitos humanos, priorizando a defesa das vítimas da violência.
  • Reformular o Estatuto do Desarmamento. Defende o direito a posse e porte de arma de fogo por todos.
  • Defende mudança no código penal para estabelecer a legítima defesa de fato: "você atirando em alguém dentro da sua casa ou defendendo sua vida ou patrimônio no campo ou na cidade, você responde, mas não tem punição".
  • Reduzir a maioridade penal para 16 anos.
  • Acabar com a progressão de penas e as saídas temporárias.
  • Defende o fim das audiências de custódia.
  • Apoiar penas duras para crimes de estupro, incluindo castração química voluntária em troca da redução da pena.
  • Tipificar como terrorismo as invasões de propriedades rurais e urbanas no território brasileiro.
  • Garantir o excludente de ilicitude para o policial em operação — ou seja, que os policiais não sejam punidos se matarem alguém em confronto.
     POLÍTICAS SOCIAIS E DIREITOS HUMANOS

  • Garantir a cada brasileiro uma renda igual ou superior ao que é atualmente pago pelo Bolsa Família.
  • Crítico ao Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que "tem que ser rasgado e jogado na latrina. É um estímulo à vagabundagem e à malandragem infantil".
 As Políticas Sociais fundamentais para a população que vive em desigualdade não é uma preocupação para este candidato. Estudante de serviço sociais me preocupo e muito quando o mesmo trata do Estatuto da Criança e Adolescente com uma visão preconceituoso de nossas crianças e adolescente sujeitas de direitos conquistados ao longo dos tempos, lei esse que garante educação, saúde, viver sem violência e proteção do estado.

        ECONOMIA E EMPREGO

  • Garantir a cada brasileiro uma renda igual ou superior ao que é atualmente pago pelo Bolsa Família.
  • Crítico ao Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que "tem que ser rasgado e jogado na latrina. É um estímulo à vagabundagem e à malandragem infantil".
  • Eliminar o déficit público primário no primeiro ano de governo e convertê-lo em superávit no segundo ano.
  • Introduzir paulatinamente o modelo de capitalização para a Previdência.
  • Criar o Balcão Único, que centralizará todos os procedimentos para abertura e fechamento de empresas.
  • Defende privatizações. No caso da Petrobras, admite a privatização "se não tiver uma solução" a respeito da política de preço dos combustíveis. "Temos que ter um combustível com preço compatível". É contra a privatização do Banco do Brasil, Caixa Econômica.
  • Defende redução de impostos, é contra taxação de grandes fortunas e heranças e contra novas tributações a empresários.
  • Extinguir o Ministério das Cidades e "mandar o dinheiro diretamente para o município".
  • Tornar o Brasil um centro mundial de pesquisa e desenvolvimento em grafeno e nióbio.
    POLÍTICA E CORRUPÇÃO

  • Encaminhar para aprovação do Congresso “As Dez Medidas Contra a Corrupção”, propostas pelo Ministério Público Federal.
  • Cortar ministérios e nomear pelo menos 5 generais como ministros.
  • Fazer com que recursos públicos sejam liberados automaticamente e sem intermediários para os prefeitos e governadores.
    POLÍTICA EXTERNA

  • Sepultar o Foro de São Paulo.
  • Fazer negócio com o mundo todo, sem viés ideológico. Dar prioridade a relações comerciais com nações como Israel, não com a Venezuela.
  • Não vai tirar o Brasil da ONU, conforme chegou a declarar. "É uma reunião de comunistas, de gente que não tem qualquer compromisso com a América do Sul", afirmou. Em seguida, disse que cometeu um falho e que não se referia à ONU, mas ao Comitê de Direitos Humanos da ONU, que fez recomendação favorável à candidatura de Lula.
  • Revogar a lei de imigração e fazer campo de refugiados, para lidar com a migração de venezuelanos para o Brasil.
  • Pretende mudar a embaixada brasileira em Israel de Tel-Aviv para Jerusalém, assim como fez Donald Trump. Pretende fechar a Embaixada da Autoridade Palestina no Brasil.
  • Reduzir alíquotas de importação e barreiras não tarifárias. Constituir novos acordos bilaterais internacionais.
  • Defende que o Brasil deixe o Acordo de Paris sobre o clima — assim como fizeram os Estados Unidos de Donald Trump.
  • Fundir os Ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente, o que colocaria "um fim na indústria das multas, bem como leva harmonia ao campo". O ministro seria indicado "pelas entidades dos produtores".
Tentem não vomitar até o final das propostas pois eu me segurei para não fazer isto.

LUTAREI E RESISTIREI ATÉ O FIM POR MIM, POR NÓS E PELO MEU FILHO.

SOU MULHER, MULHER COM DEFICIÊNCIA E NEGRA, entendeu?

DEMOCRACIA E CIDADANIA PARA QUEM, AFINAL? Se mulheres e homens com deficiência não fazem parte do seu plano de governo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu recado. Obrigado por participar pois sua opinião é importante para eu continuar meu trabalho.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...