.cloud-label-widget-content { text-align: left; } .label-size { background: #5498C9; border-radius: 5px; display: block; float: left; margin: 10px 6px 3px 0; color: #fff; font-family: 'Arial',"Segoe UI",Arial,Tahoma,sans-serif; font-size: 11px; text-transform: uppercase; } .label-size:nth-child(1) { background: #F53477; } .label-size:nth-child(2) { background: #89C237; } .label-size:nth-child(3) { background: #44CCF2; } .label-size:nth-child(4) { background: #01ACE2; } .label-size:nth-child(5) { background: #94368E; } .label-size:nth-child(6) { background: #A51A5D; } .label-size:nth-child(7) { background: #555; } .label-size:nth-child(8) { background: #f2a261; } .label-size:nth-child(9) { background: #00ff80; } .label-size:nth-child(10) { background: #b8870b; } .label-size:nth-child(11) { background: #99cc33; } .label-size:nth-child(12) { background: #ffff00; } .label-size:nth-child(13) { background: #40dece; } .label-size:nth-child(14) { background: #ff6347; } .label-size:nth-child(15) { background: #f0e68d; } .label-size:nth-child(16) { background: #7fffd2; } .label-size:nth-child(17) { background: #7a68ed; } .label-size:nth-child(18) { background: #ff1491; } .label-size:nth-child(19) { background: #698c23; } .label-size:nth-child(20) { background: #00ff00; } .label-size a, .label-size span { display: inline-block; color: #fff !important; padding: 4px 10px; font-weight: normal; } .label-size:hover { background: #222; } .label-count { white-space: nowrap; padding-right: 3px; margin-left: -3px; background: #333; color: #fff ; } .label-size:hover .label-count, .label-size:focus+.label-count { background-color: #ff6bb5; }

24 de ago de 2012

Exposição para todos-O Movimento Político das Pessoas com Deficiências no Brasil


Exposição para Todos.

A história de lutas e conquistas das pessoas com deficiência no país é o tema da exposição itinerante promovida pela Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos Humanos da Presidência da República. 
 
De forma lúdica e educativa, a exposição pretende mostrar como as pessoas com deficiência se organizaram e reivindicaram seus direitos ao longo dos anos. “O objetivo da exposição é divulgar a história de luta do movimento social da pessoa com deficiência”, destacou Elza Ambrósio, curadora do Memorial da Inclusão.

O passeio pela exposição é feito por meio de uma linha do tempo que começa na antiguidade, mostrando, por exemplo, o registro mais antigo de uma pessoa com deficiência, apresentado na obra Estela de Rama, datada de 1.250 a.C. (antes de Cristo). Na obra, um porteiro do templo faraônico de Astarte é desenhado apoiando-se em um bastão e com uma anomalia na perna esquerda.

Os visitantes descobrem, no decorrer da visita, que a primeira cadeira de rodas foi construída em 1595, que o sistema braille foi criado em 1825 e que, em 1981, foi decretado o Ano Internacional das Pessoas com Deficiência. “A exposição traça, em paralelo, o momento da história e o movimento de luta da pessoa com deficiência”, explicou a curadora do memorial. A exposição conta com todos os recursos de acessibilidade e é interativa. “A exposição é completamente acessível, com piso tátil, audiodescrição, fones, braille e relevos”, completou.
O Memorial da Inclusão foi inaugurado em 3 de dezembro de 2009 e reúne fotografias, documentos, manuscritos, áudios, vídeos e referências aos principais personagens e às iniciativas que viabilizam oportunidades e conquistas às pessoas com deficiência. Mais informações sobre O Memorial da Inclusão estão disponíveis no www.memorialdainclusao.sp.gov.br.
 
De acordo com os princípios da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, que hoje noBrasil faz parte da Constituição, temos o dever de “(...) garantir o respeito pela dignidade inerente, a independência da pessoa, inclusive a liberdade de fazer as próprias escolhas, e a autonomia individual, a não-discriminação, a plena e efetiva participação e inclusão na sociedade, o respeito pela diferença, aigualdade de oportunidades, a acessibilidade, a igualdade entre o homem e a mulher e o respeito pelascapacidades em desenvolvimento de crianças com deficiência”.
Esta exposição é uma oportunidade de experimentar espaços e informações que estão ao alcance detodas e todos com autonomia, seja qual for à condição física, sensorial, intelectual ou mental dosvisitantes.
 
CALENDÁRIO:
Porto Alegre – de 9 de março a 8 de abril
São Paulo (REATECH) – de 12 a 15 de abril
São Paulo (Memorial da Inclusão) – de 23 de abril a 4 de maio
Florianópolis – de 14 de maio a 14 de junho
Rio de Janeiro – de 17 de julho a 23 de agosto
Cuiabá – A definir.
Belém – A definir.
Recife – A definir.
Brasília – A definir.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu recado. Obrigado por participar pois sua opinião é importante para eu continuar meu trabalho.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...