.cloud-label-widget-content { text-align: left; } .label-size { background: #5498C9; border-radius: 5px; display: block; float: left; margin: 10px 6px 3px 0; color: #fff; font-family: 'Arial',"Segoe UI",Arial,Tahoma,sans-serif; font-size: 11px; text-transform: uppercase; } .label-size:nth-child(1) { background: #F53477; } .label-size:nth-child(2) { background: #89C237; } .label-size:nth-child(3) { background: #44CCF2; } .label-size:nth-child(4) { background: #01ACE2; } .label-size:nth-child(5) { background: #94368E; } .label-size:nth-child(6) { background: #A51A5D; } .label-size:nth-child(7) { background: #555; } .label-size:nth-child(8) { background: #f2a261; } .label-size:nth-child(9) { background: #00ff80; } .label-size:nth-child(10) { background: #b8870b; } .label-size:nth-child(11) { background: #99cc33; } .label-size:nth-child(12) { background: #ffff00; } .label-size:nth-child(13) { background: #40dece; } .label-size:nth-child(14) { background: #ff6347; } .label-size:nth-child(15) { background: #f0e68d; } .label-size:nth-child(16) { background: #7fffd2; } .label-size:nth-child(17) { background: #7a68ed; } .label-size:nth-child(18) { background: #ff1491; } .label-size:nth-child(19) { background: #698c23; } .label-size:nth-child(20) { background: #00ff00; } .label-size a, .label-size span { display: inline-block; color: #fff !important; padding: 4px 10px; font-weight: normal; } .label-size:hover { background: #222; } .label-count { white-space: nowrap; padding-right: 3px; margin-left: -3px; background: #333; color: #fff ; } .label-size:hover .label-count, .label-size:focus+.label-count { background-color: #ff6bb5; }

27 de ago de 2014

A OESTE DO FIM DO MUNDO TERÁ SESSÕES COM AUDIODESCRIÇÃO E LEGENDAS

(descrição do cartaz)
O cartaz do filme é vertical e foi criado a partir de uma fotografia colorida em tons desbotados e um pouco amarelados. Nela, um casal aparece de perfil, olhando para a esquerda da imagem e sentado lado a lado em uma mureta de tijolos que sustenta dois postes de madeira rústica à beira de uma estrada de terra deserta. A luz sugere uma tarde ensolarada. À direita, em primeiro plano, a jovem mulher tem cabelos pretos, lisos e de comprimento médio. Ela veste blusa verde oliva, calças jeans e tênis, ambos em tons de marrom. No centro da foto, o homem tem cabelos pretos, com fios lisos e ligeiramente longos. Usa barba e os pelos do queixo são grisalhos. Veste camisa escura xadrez, calças cargo verde-oliva e botas de montanhismo marrons. Ao fundo, um poste de madeira com uma luminária pendurada e uma bomba de gasolina ao lado de um balde metálico. Ao longe, a paisagem é árida, com montanhas no horizonte.
Todo o texto está em letras brancas. No alto do cartaz, à esquerda, a logomarca do Banrisul e, ao lado, informações ilegíveis nas dimensões desta imagem. Abaixo, a indicação do elenco:
Cesar Troncoso. Fernanda Moro. Nelson Diniz. Participação especial: Alejandro Fiore.
Na metade inferior do cartaz, o texto Quando não se tem mais nada, pode não ser o fim, mas o recomeço antecede o título em destaque:
A Oeste do Fim do Mundo. Um filme de Paulo Nascimento. 
No rodapé, ilegíveis nas dimensões desta imagem, a ficha técnica da produção e, abaixo, uma sequência de logomarcas. Entre os dois blocos, é possível identificar e o endereço:
aoestedofimdomundo.com.br
(fim da descrição)


O longa-metragem, com direção de Paulo Nascimento, estreia no dia 28 de agosto.


Produção da Accorde Filmes, o drama “A Oeste do Fim do Mundo” estreia no próximo dia 28 de agosto, em 14 praças do país. Em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Porto Alegre entrará em cartaz com uma sessão diária com audiodescrição aberta e legendas em português. Os recursos possibilitam acessibilidade tanto para pessoas com deficiência visual e baixa visão como para pessoas com deficiência auditiva, promovendo uma ação inédita de inserção cultural.


A HISTÓRIA:


Ruta 7, Argentina. Um velho posto de gasolina, perdido na imensidão da estrada transcontinental, é o refúgio do introspectivo Leon (César Troncoso). De poucas palavras, poucos gestos e nenhum amigo, sua solidão só é quebrada por um ou outro caminhoneiro eventual que passa por ali para abastecer. Ou pelas visitas sempre bem humoradas do sarcástico Silas (Nelson Diniz), um motociclista com ares de hippie aposentado.


Até o dia em que a enigmática e inesperada chegada de Ana (Fernanda Moro) transforma radicalmente o cotidiano de Leon e Silas. Aos pés da imponente Cordilheira dos Andes, segredos que pareciam estar bem enterrados vêm à tona, reabrindo antigas feridas e mudando para sempre a vida dos protagonistas.


AS SESSÕES ACESSÍVEIS:


O filme será exibido com audiodescrição e legendas no Espaço Itaú de Cinema Frei Caneca, em São Paulo, no Espaço Itaú de Cinema Botafogo, no Rio, e na Casa de Cultura Mario Quintana, em Porto Alegre, sempre na primeira sessão.

Elenco:


Cesar Troncoso


Fernanda Moro


Nelson Diniz


Alejandro Fiore


Marcos Verza


Clemente Viscaíno


Naiara Harry


Santiago Cinollo

Ficha técnica:


Produção: Accorde Filmes


Direção e Roteiro: Paulo Nascimento


Direção de Fotografia: Alexandre Berra


Direção de Arte: Voltaire Danckwardt


Produção Executiva: Marilaine Castro da Costa e Leonardo Machado


Produção Executiva Argentina: Martin Viaggio, Carla Gallas e Tomás Buchanan


Coprodução: Bufo Films e Panda Filmes


Direção de Produção: Mônica Arocha


Montagem: Marcio Papel

Música: Renato Müller

Ficha técnica do filme acessível:


Audiodescrição:


Roteiro: Marilaine Castro da Costa


Revisão: Bell Machado e Mimi Aragón


Consultoria: Mariana Baierle e Felipe Mianes


Narração: Marcia Caspary


Voice over: Fernando Waschburger, Marcos Verza, Leonardo Machado, Henrique Pina, Duca Duarte.


Gravação de voz: Duca Duarte


Edição de áudio: Bruno Klein- Som da Luz


Legendagem:


Edição legendas: Guilherme Pires


Supervisão montagem: Marcio Papel




Assista ao trailer:
Vimeo:
https://vimeo.com/104010637


Youtube:
https://www.youtube.com/watch?v=v8UMMYuuLb8&feature=youtu.b

Um comentário:

  1. Se eu gostar do filme A oeste do Fim do Mundo é porque ellapartipa um dos meus atores favoritos: César Troncoso, a quem eu sempre admirei por sua participação em filmes, televisão e e teaotro. Sem dua um ator oena pena ver nesta e em outras produções.

    ResponderExcluir

Deixe seu recado. Obrigado por participar pois sua opinião é importante para eu continuar meu trabalho.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...