.cloud-label-widget-content { text-align: left; } .label-size { background: #5498C9; border-radius: 5px; display: block; float: left; margin: 10px 6px 3px 0; color: #fff; font-family: 'Arial',"Segoe UI",Arial,Tahoma,sans-serif; font-size: 11px; text-transform: uppercase; } .label-size:nth-child(1) { background: #F53477; } .label-size:nth-child(2) { background: #89C237; } .label-size:nth-child(3) { background: #44CCF2; } .label-size:nth-child(4) { background: #01ACE2; } .label-size:nth-child(5) { background: #94368E; } .label-size:nth-child(6) { background: #A51A5D; } .label-size:nth-child(7) { background: #555; } .label-size:nth-child(8) { background: #f2a261; } .label-size:nth-child(9) { background: #00ff80; } .label-size:nth-child(10) { background: #b8870b; } .label-size:nth-child(11) { background: #99cc33; } .label-size:nth-child(12) { background: #ffff00; } .label-size:nth-child(13) { background: #40dece; } .label-size:nth-child(14) { background: #ff6347; } .label-size:nth-child(15) { background: #f0e68d; } .label-size:nth-child(16) { background: #7fffd2; } .label-size:nth-child(17) { background: #7a68ed; } .label-size:nth-child(18) { background: #ff1491; } .label-size:nth-child(19) { background: #698c23; } .label-size:nth-child(20) { background: #00ff00; } .label-size a, .label-size span { display: inline-block; color: #fff !important; padding: 4px 10px; font-weight: normal; } .label-size:hover { background: #222; } .label-count { white-space: nowrap; padding-right: 3px; margin-left: -3px; background: #333; color: #fff ; } .label-size:hover .label-count, .label-size:focus+.label-count { background-color: #ff6bb5; }

3 de set de 2012

O que é Respiração.

Desenho do pulmão.

O QUE É RESPIRAÇÃO

A respiração é um ato automático, que ocorre espontaneamente quando dormimos e que podemos dominar, quando acordados. Quando você respira, os seus pulmões realizam uma troca de gases importantes:

1 - O pulmão leva oxigênio para dentro do seu organismo e;

2 - Retira dióxidos de carbono de seu organismo.

A respiração tem dois momentos diferentes: a inspiração e a expiração. Quando você inspira, isto é, puxa o ar para dentro de seu corpo, o oxigênio enche o pulmão. Quando você expira, isto é, coloca para fora o ar de dentro do seu corpo, o dióxido de carbono trazido pelo sangue é expulso do seu organismo.
Muitos músculos são utilizados para realizar a sua respiração. Os principais são: o diafragma, os músculos intercostais e os músculos abdominais.

Músculos respiratórios e suas funções:

Diafragma – É o principal músculo responsável pela respiração. Fica logo abaixo dos pulmões, dividindo o tórax do abdômen.

Intercostais – Estes músculos ficam entre as costelas. Eles são usados no auxílio à tosse e quando você inspira profundamente.

Abdominais – Estes músculos são responsáveis pela tosse.

COMO A LESÃO MEDULAR AFETA A RESPIRAÇÃO?

Após a lesão medular acima de T12, o trabalho do músculo do diafragma, dos músculos intercostais e dos abdominais,na respiração podem ficar comprometidos. O quanto esse trabalho muscular é comprometido depende do nível da lesão.
Quanto mais alta for a sua lesão, maior será o comprometimento dos músculos respiratórios e maior será a dificuldade de sua respiração. Quando ocorre uma lesão medular, os efeitos mais comuns sobre a respiração são os seguintes:

Diafragma – no caso de uma lesão completa acima de C4, o diafragma e outros músculos deixam de funcionar. Neste caso, pode ser necessário o uso de ventilador mecânico, de forma transitória ou permanente.

Intercostais – no caso de uma lesão acima de T1, a força dos músculos intercostais é reduzida. Contudo, o diafragma e os músculo do pescoço podem ajudar na respiração.

Abdominais – no caso de uma lesão acima de T12, a força dos músculos abdominais é reduzida. Contudo, os músculos intercostais, o diafragma e os músculos do pescoço podem ajudar na respiração e na tosse.

PNEUMONIA COMO RECONHECER

Existem diversos tipos de problemas respiratórios, e cada um deles tem uma causa diferente. Em pessoas que sofreram lesão medular, o problema mais comum que pode ocorrer é a pneumonia.
Quando você tem pneumonia, alguns ou todos os sintomas abaixo podem surgir, permitindo que você reconheça esta alteração:

a) Respiração ¨curta¨

b) Respiração rápida;

c) Aumento da congestão nasal e secreção amarelada ou esverdeada em seus pulmões;

d) Dor de cabeça pela manhã, febre ou sonolência.

Obs.: Em caso de pneumonia procure um médico. Problemas sérios de respiração devem ser tratados em hospital.

PRESERVANDO SEUS PULMÕES

Há muitas maneiras de prevenir o surgimento de problemas respiratórios. Cabe a você proteger seus pulmões. Veja abaixo o que deve ser feito:

1 - Pare de fumar ou limite o número de cigarros fumados. Fumar aumenta as secreções de seu pulmão e também a chance de aparecer infecções;

2 - Faça exercícios respiratórios regularmente se você tiver um nível de lesão cervical ou torácica alta estando acamado. Faça uma respiração profunda, segure o ar, conte até 3 e empurre o ar todo para fora de uma só vez ou adquira um incentivador respiratório. Use uma faixa-cinta abdominal, em caso de dificuldade respiratória. O uso da faixa pode aumentar sua capacidade respiratória.

3 - Procure evitar lugares com poluição. Evite fumaça de cigarros, poeira e matérias químicas.

4 - Aumente a freqüência de seus exercícios respiratórios, se você tiver um resfriado ou dor de garganta, tome bastante líquido e faça manobras respiratórias 2 a 3 vezes ao dia, procure um pronto socorro se o resfriado não desaparecer em 10 dias;

5 - Saia do leito tão logo possa, a posição deitada diminui a força do músculo diafragma, aumentando muito a possibilidade de complicações.

6 - As complicações diminuem em alta porcentagem quando se tem vida ativa.

Capítulo 10 A AMPLITUDE DE MOVIMENTOS

O  seu corpo possui uma série de junções que ligam os seus ossos. Essas junções são chamadas de articulações e cada uma delas é cercada por músculos, tendões e ligamentos.
As articulações são fundamentais na realização dos movimentos. São elas que determinarão qual será o movimento mínimo e o movimento máximo que você poderá realizar com cada parte do seu corpo. A diferença entre o movimento máximo e o movimento mínimo é chamada de amplitude de movimentos.

O que é que determina a amplitude de movimento de suas articulações?
A tensão dos ligamentos, dos tendões e dos músculos ao redor da articulação. Assim como uma corda que segura um barco no cais, quanto mais frouxas forem as cordas que cercam a articulação  (os ligamentos, os tendões e os músculos), maior será o movimento que você poderá realizar. E quando mais rígidas forem essas cordas, menor será o movimento.
Geralmente, os seus movimentos diários são suficientes para manter suas articulações livres e flexíveis.

COMO A LESÃO MEDULAR AFETA A AMPLITUDE DE MOVIMENTOS?

Quando você sofre uma lesão medular, suas articulações perdem flexibilidade e se tornam tensas. A amplitude dos seus movimentos fica reduzida e isso limita muitas atividades que você pode realizar.
Então, é necessário realizar exercícios para estirar suas articulações e para manter a flexibilidade dos ligamentos, dos tendões e dos músculos.

COMO REALIZAR OS EXERCÍCIOS DE ALONGAMENTO?

Mesmo que você não tenha condições para fazer seus exercícios sozinho, você ainda é responsável pelo cuidado com o seu corpo. Durante a realização dos exercícios de amplitude de movimentos, dê tempo para que seus músculos, os tendões e os ligamentos encurtem e estirem.
Recomendamos que você acompanhe os exercícios e cuide para que se mantenha a posição de alongamento por um curto período  (faça uma contagem de 1 até 20). Antes de começar a fazer o seu programa de exercícios, existem alguns pontos importantes para lembrar:

1 - Nunca use força excessiva quando realizar os alongamentos. A força usada deve ser suficiente apenas para esticar os músculos da perna, braço ou tronco. Não mova violentamente o corpo, pois isto tende a encorajar músculos espásticos a se contraírem;

2 - Mantenha uma posição, evitando se machucar, especialmente se você tiver espasticidade. Isto permite que suas fibras musculares relaxem e alonguem;

3 - Faça os seus exercícios pela manhã ou no final da tarde, após ter feito a inspeção da pele do seu corpo;

4 - Os exercícios (indicados ao seu caso) que você deverá continuar realizando em casa serão repassados para você pelo seu terapeuta funcional. Cuide para que sejam bem executados.


Fonte:Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu recado. Obrigado por participar pois sua opinião é importante para eu continuar meu trabalho.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...