24 de ago de 2012

Livro Viajantes Inesperados.


Livro Viajantes Inesperados.

Como a sociedade enxerga as pessoas com deficiência?

Obra do psicólogo italiano Carlo Lepri é lançada neste mês pela editora Saberes
“Escolhi Viajantes inesperados como título deste livro porque ele parece transmitir uma imagem poeticamente evocativa da condição humana das pessoas com deficiência. A deficiência acontece no início da vida, ou seja, um aci­dente de percurso, é sempre inesperada, por se apresentar como uma ruptura traumática na viagem existencial” C. Lepri
O livro Viajantes Inesperados trata de maneira concreta a inclusão social das pessoas com deficiência, seja ela mental ou física. Dividido em dois ensaios – o primeiro, um breve texto introdutório, e o segundo, impressões, notas e históricos do autor – este livro não é limitado a um tipo específico de deficiên­cia. O psicólogo italiano Carlo Lepri recorreu às várias “categorias” diagnósticas para descrever uma condição que é, antes de tudo, humana, existencial.
As reflexões contidas na obra, lançada neste mês pela editora Saberes, estão relacionadas a todas as pessoas que vivenciam, independentemente da causa que gerou sua deficiência, a condição de criar, pelo menos inicialmente – e quase sempre contra a sua vontade –, surpresa, desordem e mal-estar em seus interlocutores.
O autor aborda e analisa os diferentes modos da sociedade representar a deficiência: o erro da natureza, o filho do pecado, o selvagem, o doente, a eterna criança e a pessoa. E as consequências destas representações na vida cotidiana e no destino destes “viajantes”, com o a superproteção, ou ainda, a proibição social.
Originalmente, Viajantes Inesperados deveria ser somente sobre a inserção destas pes­soas no mercado de trabalho. A ideia inicial era pro­por uma atualização do livro Lavoro e fasce deboli(Trabalho e pessoas com deficiência intelectual), que Lepri escreveu com Enrico Montobbio na metade da década de 1990. Mas o autor não poderia deixar de tratar a evidência dos processos de exclusão, como os in­ternos dos institutos psiquiátricos ou os usuários dos institutos assistenciais, que se tornam o símbolo da opressão de uma sociedade injusta.
Sobre o autor: Carlo Lepri é um psicólogo italiano conhecido internacionalmente por seus estudos sobre a inclusão social de deficientes físicos e mentais. Integrante do Centro de Estudos da ASL3 “Genovesa”, lançou nos anos 90 o livro Lavoro e fasce deboli (Trabalho e pessoas com deficiência intelectual) em parceria com Enrico Montobbio.
Fonte:liliancomunica.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu recado. Obrigado por participar pois sua opinião é importante para eu continuar meu trabalho.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...