3 de ago. de 2021

VaCINA para QUEM pode se VACINAR!!!!

Foto da cadeira motorizada.


Repost da minha rede social do dia 30/07.

O próximo post tem novidade!

 VaCINA para quem PODE se VACINAR!!!!!!

Para muitas NÃO é tão simples ir se vacinar!

Depois de mais de um mês tentando ir fazer a vacina hoje foi um dia de organizar a vida e ir.

Me arrumo, ligo para vários locais para ter a certeza que estão dando a primeira dose, me organizo com o ônibus que precisa ser adaptado, as crianças ficam com a mãe e saio as presas para não perder o ônibus. E perco o ônibus, começamos bem.

Da saída de casa noto que a bateria da cadeira começa apagar sendo assim impossível sair por ter a possibilidade de ficar sem bateria na rua.

Sou obrigada dar meia volta e retornar para casa por dois motivos, o ônibus que perdi e a bateria da cadeira.

Novamente a vacina ficará para quando der para fazer.

As barreiras são muitas na vida de quem usa uma cadeira para se locomover, barreiras estas que nos travam e nos mostram o quanto somos marcadas pelo desigualdade social.

Eu infelizmente dependo de uma cadeira que custa 10 mil reais e sua manutenção não entra nem em questão para quem vive com uma salário mínimo, sendo as barreiras os valores de manutenção.

O que quero relatar com isso são varias coisas, uma delas depender de acessibilidade, da cadeira motorizada estar em condições de uso, ter com quem deixar as crianças e torcer que eu não tenha nenhuma reação forte da vacina pois eles precisam de mim, estar bem para tomar a vacina, não estar chovendo e ir até o local que é 15 minutos de carro da minha casa mas que de ônibus posso levar horas para ir e voltar.

Mas o fator principal neste caso foi a minha cadeira que já estou há dois anos esperando por uma nova e nada.

A cadeira está com a bateria fraca e dependo dela para me locomover, é inadmissível ter que esperar por algo que dependo para simplesmente me sentir e fazer as coisas como as demais.

Ter o direito de ir e vir é garantido por lei e este direito tem se tornado um obstáculo na vida das pessoas que dependem do SUS para terem sua autonomia.

Quero ter o direito de ir me vacinar e me proteger deste vírus e o que ele pode causar a mim e minha família.

Sim, eu queria que as coisas pudessem ser mais simples na minha vida, mas não são e não estou reclamando, apenas mostrando minha realidade e das demais pessoas que estão na mesma situação que eu.

Os movimento feminista de mulheres com deficiência lutaram muito para que fôssemos incluídas como prioridade na imunização por sermos do grupo de risco, o que é meu caso, que se agrava pois sou mãe e meus filhos dependem totalmente de mim. Muitas somos mães solo, cuidadoras, donas de casa e chefes de família.

Seria o caso te termos o direito a imunização em casa.

Denunciar isso é o primeiro passo para eu me sinta mais humana neste mundo que insiste em me silenciar e negar minha existência.

Infelizmente a vacina não chegará para todas as pessoas do grupo de risco, porque moramos em um país onde a tua condição social te diz qual é o teu lugar neste país.

Mas sou teimosa e sigo por muitas.

Carol Santos

Foto da cadeira motorizada.

#SUS

#PrefeituraPortoAlegre

#inclusivass

#VacinaJa

#SecretariaDeSaúde

8 de jul. de 2021

ÍCARO e EU.

Luciano está em sua cadeira de rodas com os braços abertos.


Hoje parei tudo para escrever mais está linda história na minha vida!

Bora lá que a pessoa aqui é feita de histórias e sonhos.

Como das tantas coisas que me acontecem nesta vida esta trás uma simplicidade e um olhar original e marcante através da criação da peca de teatro documental ÍCARO.

Conheci o querido Luciano Mallmann através de uma amiga que conhecia minha historia de vida e foi através dela que Luciano entrou na minha vida.

Luciano é ator ha um bom tempo e estava escrevendo uma peça de teatro onde queria ter relatos de pessoas cadeirantes como ele e destas historias dar vida a ÍCARO uma peça marcada por sua interpretação.

Nos conhecemos ele me apresentou a sua ideia e se eu toparia fazer parte deste projeto contando a minha historia sobre a maternidade pois queria trazer ao palco o relato de uma mulher e mãe cadeirante que seria recriado por ele após me ouvir.

ÍCARO seria marcado por dar voz a pessoas cadeirantes e suas trajetórias sobre uma cadeira de rodas, para Luciano não seria apenas mais um trabalho mas um projeto criado por ele e com personagens fictícios criados através de relatos reais que ele coletou ao longo dos anos.

Mas ICARO  esta longe de ser uma peca de teatro que se restringe as pessoas que usam cadeiras de rodas e suas barreiras cotidianas, na peça vemos muito mais do que isso, que apesar do que nos aconteça que pessoas, são acima de tudo pessoas. 

Cada um reage as suas aflições e medos de maneira diferente, são personagens diferentes que nos marcam e nos fazem refletir, ao longo da peça eu pude rir, chorar e quis dar aquele abraço no LUCIANO e agradece-lo por passar uma mensagem tão importante sobre os nossos corpos.

Sozinho no palco Luciano que dica-se de passagem é um gato, interpreta seus personagens, homens e mulheres ganham vida na sua interpretação, sem cenário e apenas um figurino e uma luz que marca sua desenvoltura a cada personagem.

Infelizmente quis a vida que no lançamento eu não conseguisse ir, e assim o tempo foi passando e ÍCARO passou varias vezes por aqui, eu e o Hélio nos organizàvamos para ir assistir e sempre acontecia algo e não dava.

Fiquei até com vergonha de não ter ido prestigia-lo das vezes em que se apresentou aqui, mas este ano com a Pandemia ÍCARO seria apresentado sem plateia somente sua equipe e Luciano e estaria online, finalmente a pessoa aqui conseguiria ver.

Não é a mesma coisa de estar em um teatro mas a peça era a mesma porem virtualmente, Luciano estava incrível e nos emocionou demais.

Quando ele começa a falar daquela criança e sua mae e todo o seu amor por aquele Serginho tão pequeno, sua interpretação nos faz chorar, a delicadeza de cada palavra, o som ao fundo nos tocam profundamente.

Ali nas suas palavras pude voltar ao tempo e tudo que vivo com meu filho, os medos, desafios e as alegrias em ser sua mãe.

Grata Luciano por poder fazer parte deste lindo projeto que com certeza toca e faz refletir as pessoas que assistem Ícaro por mostrar que antes de tudo somos PESSOAS.

Quando tudo isso passar quero poder te dar este abraço que ficou faltando.


Fui indicada pela Dep. Maria do Rosário a receber o Prêmio Brasil Inclusão

 

PraTodasETodosVerem  Card de divulgação.  Homem cadeirante com os braços abertos e sorrindo. Ao lado texto: Prêmio Brasil Inclusão 2021.  Sinal de reconhecimento à pessoa com deficiência.  Chegou a hora de premiar quem faz pela inclusão das pessoas com deficiência.

Sabe aquela felicidade?

💜💜💜💜

Fui indicada pela Deputada  Maria do Rosário a receber o Prêmio Brasil Inclusão 2021 pelo reconhecimento à pessoa com deficiencia que atua pela inclusão das mulheres com deficiência.

Enquanto sobrevivente de feminicídio fiz da minha história de vida minha luta por todas as mulheres.

Ativista e feminista ha oito anos atuo no enfrentamento a violência contra as mulheres com deficiência e demais políticas públicas que visem a garantia de nossos direitos onde fui fundadora do primeiro movimento feminista de mulheres com deficiência do RS em 2014 (Inclusivass) onde atuei como coordenadora e coordenei o projeto Todas São Todas pioneiro no Brasil no período  e a primeira mulher negra com deficiência a integrar a coordenação de uma organização feminista (Coletivo Feminino Plural).

Atualmente sou reconhecida pelo Instituto Avon como embaixadora no enfrentamento a violência onde recebi o 1° Prêmio Juntas Transformamos em 2018.


Minha eterna gratidão a deputada por este reconhecimento do meu trabalho.

Vamos ficar na torcida!

Tô chique bem!!!!!

💟💟💟💟💟💟

#PraTodasETodosVerem

Card de divulgação.

Homem cadeirante com os braços abertos e sorrindo. Ao lado texto: Prêmio Brasil Inclusão 2021.

Sinal de reconhecimento à pessoa com deficiência.

Chegou a hora de premiar quem faz pela inclusão das pessoas com deficiência.

25 de jun. de 2021

Tenho poetizando a vida e o mundo desde pequena! Carol Santos.

"Uma mulher que escreve, tira tantas outras da invisibilidade"

Carol Santos



Gente serei breve por aqui, desde criança sempre gostei de fazer duas coisas, escrever e desenhar.

Lembro que com sete anos eu já desenhava vestidos de noiva e desenhos que davam na TV, depois de alguns anos quando aprendi a ler e escrever comecei a habitar um novo mundo. O de escrever poesias e frases eu escrevia muitas vezes o que eu sentia ou via e assim foi ao longo dos anos.

Sabe aquela inspiração ela vem do nada e surge aquela vontade de escrever se estou em um lugar tranquilo escrevo na hora, na maioria das vezes uso meu Face por ser um canal de fácil acesso e rápido e registro meus pensamentos.

As vezes são frases de coisas que vivi, senti, pensei, vi ou apenas a inspiração mesmo do momento.

E ali fica registrado mais uma das minhas tantas frases e mensagens que vou deixando neste mundo de autoria minha.

Pensando em ter mais um lugar onde deixarei estes escritos registrados resolvi usar o meu blog para deixar estar frases dominarem este espaço.

Nestas frases tem muito de mim, sentimentos, emoções, medos, afirmações e pensamentos diversos.

Estas mensagens ficarão na pagina inicial do meu Blog e vou trocar elas de tempo em tempo, mas também deixarei um link de acesso a todas elas para quem quiser compartilhar elas.

Serão frases e mensagens também feministas, luta e muita resistência sobre ser Mulher e Mãe neste mundo tão desigual.

Deixo aqui a dica: Gostou pode levar sem problema nenhum.

LINK:https://photos.app.goo.gl/gdLEcrE7vewegH217

Vamos começar com a primeira frase feminista:

"Uma mulher que escreve, tira tantas outras da invisibilidade"

Carol Santos


8 de jun. de 2021

QUARENtei!!!🎂🎂🎂

 

Várias fotos minhas em momentos diferentes intercaladas.



Carolina significa "Mulher do Povo e doce", mamãe quando escolheu este nome nem sabia o significado e o que ele carregava.
Mulher que carrega com si tanta experiência, as marcas, resiliência, a saudade sua força.
Ela é luta, é do povo, é da rua, é do mundo e não é de NINGUÉM.
É sua e somente sua e na versão que conquista a todos a sua volta, tem com ela uma teimosia enorme de viver.
É daquelas que cai e levanta no salto, segue seu caminho, segue sua história e objetivos.
Luta por ela mas luta incansavelmente por TODAS, não desiste, não cansa e segue.
Quem a perdeu nesta vida, perdeu o seu melhor, seus sonhos e lutas.
Mas quem a tem ao seu lado sabe do que falo.
Uma menina, mulher com suas fases tenta ao longo do tempo ser ela mesma, humana, sensível, incansável e persistente.
Quando tentam lhe derrubar ela mostra sua melhor sorriso  e segue.
Oh mulherzinha que não para, pensamentos mil, são tantas as vezes em uma só, que para acompanhá-la precisa ter pique e não ficar para trás.
Esta aqui, ali e lá e segue inquietante neste mundo pois não se conforma com o que vê, tem no seu destino a voz e a escrita que vai deixando por aí.
Fala por ela, fala por todas e fala por si e vai deixando sua história registrada no tempo.
São quarentas primaveras de tantas Carol, as vezes tristes, feliz e inconformada que habitam neste ser.
Ah mundo que tem a testado ao longo do caminho, mal sabe ele que  ela é teimosia.
Da criança hoje mulher mãe, uma fera que protege seus filhotes com toda a sua força, a eles tem dado o seu melhor a cada dia.
Mulher que sabe amar, mas mulher que sabe ir, deixando para trás quem a feriu e segue por ela novamente.
Que ela possa seguir construindo seu caminho e se você quiser seguir ao lado dela uma dica: a respeite pois ela já tem marcas demais e cicatrizes não somem.
Segue menina pois o mundo precisa de ti e da tua força.
Segue pelo que você acredita, Levanta a sua bandeira de luta e segue.
Segue pelos teus filhos que precisam tanto da sua força.
Segue por tantas e segue por ti.
Segue teu caminho deixando o melhor de ti....

Carol Santos

17 de mai. de 2021

VACINA para todas as Pessoas com Deficiência!



VACINA para todas as Pessoas com Deficiência!

O governo genocida condiciona o critério do BPC à prioridade às pessoas com deficiência na vacinação contra a COVID-19  e isso tem nome: Capacitismo Sistêmico e de Estado.

O atendimento prioritário a pessoas com deficiência é garantido pela Lei Brasileira de Inclusão e na Convenção Internacional das Pessoas com Deficiência de assegurar a proteção e a segurança das pessoas com deficiência que se encontrarem em situações de risco, emergência humanitária ou calamidade publica.

Condicionar este critério é negar que muitas pessoas que não tem acesso ao BPC ou até mesmo recebem aposentadoria ou pensão ficarão de fora da vacinação.

É negar que mulheres e homens com Deficiência por conta de sua condição física carregam com si vários outros agravantes de saúde que são adquiridos ao longo do tempo por transitarem nesta condição e correm o risco de se contaminar.

É negar o direito de proteção a muitas mulheres com deficiência que são chefes de família e que hoje se encontram muito mais sobrecarregadas e com a sua saúde fragilidade por conta disso.

É negar a nossas filhas (os) o direito de ter seus pais vivos.

É negar a proteção as mães solos que cuidam das filhas(os) com algum tipo de deficiência e que precisam se proteger e proteger os seus.

É negar a proteção para cuidadoras e cuidadores que tem contato direto com está população.

É negar que pessoas em abrigamentos, asilos e instituições sejam vacinadas por terem contato direto com outras pessoas.

É negar o que está garantido na LBI e Convenção Internacional.

Eu estou de fora destes critérios e enquanto mãe  permaneço tendo que ficar isolada ainda mais por medo de me contaminar e saber que minha condição de saúde pode me levar a morte.

Vacina para todas as Mulheres com Deficiência.

Carol Santos


Imagem do símbolo da pessoa com deficiencia.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...